Translate

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Como é o transporte no Brasil


trem moderno
Trem veloz
onibus lotados
Ônibus engarrafados











Nas grandes cidades e capitais do Brasil, o povo todos os dias sofre com o transporte público. Os governantes não investiram para a melhoria do transporte público, como trens de passageiros ou metrô; e deram prioridade ao transporte de automóveis. O Brasil tem uma malha ferroviária extenso, mas foram privatizadas, e conseguiram extinguir todas as linhas de passageiros, ficando somente o transporte de cargas em linhas ferroviárias. Num país com a dimensão do Brasil, ocupando a quinta posição mundial, e com uma população com mais de duzentos milhões de brasileiros, deveria haver máquinas modernas e velozes, sob os trilhos por todos os cantos desta Nação. O governo Federal vem incentivando a população, a comprar automóveis, dando incentivos fiscais às montadoras e facilitando o crédito, com prazos elásticos e juros mais baixos; dizendo que fábricas de automóveis da emprego para o povo. Um percurso em nossas rodovias que fazíamos em uma hora, hoje leva três, quatro, cinco ou seis horas, para fazer o mesmo caminho, num dia de feriado, ou se tiver algum empecilho, como uma batida, ou uma obra qualquer na rodovia; fazendo com que muitas vezes faz a gente pensar e desistir da viagem. As passagens aéreas deram uma leve baixa nos preços, mas continua sendo muito caras comparando com outros países. Os vôos para o interior de todo o país é muito difícil, falta aeroportos ou infra-estrutura. Nas capitais ninguém consegue mais sair de casa, em qualquer dia ou hora, sem ficar preso no trânsito. Os ônibus são velhos ou não tem nenhum conforto para transportar pessoas, mas transportam passageiros imprensados como numa lata de sardinha; E andam um colado no outro porque faltam espaços para tantos automóveis. Os motoristas nas estradas são assaltados por ladrões, que tem por todos os cantos, ou pelo preço dos pedágios, que são de fazer inveja a qualquer um, ou com o gasto em seu carro, pelos maus trato com as nossas estradas; cheias de buracos, sem acostamento, sem sinalização, mas que não faltam câmaras para tirar uma foto do carro, e levar de presente uma bela de uma multa, por ultrapassar com o seu potente carro que marca no seu painel mais de 200, e as nossas rodovias que pena! Só pode rodar a 60/km por hora, e outros lugares só até 40/km por hora; Ou multado por qualquer outro motivo que um guarda de trânsito encontrar, porque nós pagamos para ele nos multar, e não para ajudar no trânsito. Acontecem brigas de motoristas, irritados com o trânsito a todo instante, por um simples erro no volante, ou pelo ronco de uma moto ultrapassando e quebrando o retrovisor da gente. Mas todos podem acreditar porque somos um país com as mais altas taxas de morte no trânsito do mundo, e o transporte rodoviário no Brasil, é o culpado por milhares de brasileiros mortos todos os anos, matando até mais que uma guerra. Os preços dos automóveis novos continuam se destacando e sendo os mais altos. O carro usado perde muito rápido o seu valor, as fábricas só aceitam se comprar um dos seus carros zero quilômetro, e pagam o valor que desejam. Mas o seguro do carro e o imposto (IPVA), esses sim são valentes! Seguem aumentando como nos velhos tempos, quando se comprava um carro e ele ia aumentando o seu valor. Está na hora de acordar meu povo! Chega de comprar automóveis! Vamos voltar andar de pé, de bicicleta, de cavalo ou de carro-de-boi, porque é mais saudável, não paga imposto e certamente vamos chegar no destino mais rápido. Se gostar pode enviar este post para qualquer pessoa, muito obrigado. Eu sou Nelson Alves do blog nelsoarcoiris.blogspot.com.br